Mente Absorvente

(de The Joyful Child), “Shared with permission of The Joyful Child Montessori Company: http://www.thejoyfulchild.us”

A criança nestes primeiros anos realmente absorve a vida à sua volta. Um adulto nunca será exageradamente gentil, respeitoso ou sábio, e nunca prestará atenção excessiva aos sons que uma criança vai ouvir ou ao ambiente que ela vai observar.

Quando a criança não está com seus pais, deve-se dedicar muita atenção ao se estabelecer os mais altos níveis de expectativa a outros adultos com quem a criança permanecerá.

O ambiente que criamos para a criança pequena é aquele que ela tenderá a criar para seus filhos, seus netos, e assim por diante…

Desenvolvimento Infantil

Escrito por Gabriel Salomão

Eu sou Gabriel Salomão, pesquisador e autor do Lar Montessori. Eu ajudo famílias e professores a incorporarem o método Montessori em sua vida e seu trabalho. Fui aluno de uma escola montessoriana por doze anos, e trabalhei em algumas escolas montessorianas depois, como professor e consultor. Vivo Montessori todos os dias, como pai, professor, consultor, ou pesquisador. Em 2019 terminei meu Doutorado sobre Montessori na Mídia, pela Universidade de São Paulo. Veja mais sobre meu trabalho aqui.

2 comentários

  1. Gabriel, sobre a mente absorvente, porque a imaginação posterior depende da extensão e profundidade em que se dão as experiências sensoriais nos primeiros anos? Li isso em alguns lugares e não consigo entender muito bem como se dá esse link esse o período de “absorbent mind” e de “reasoning mind”.

    Obrigada, desde já, se puder me esclarecer isso.

Deixe uma resposta para Viviane Cancelar resposta