Sobre

Oi! Meu nome é Gabriel, e eu sou o autor do Lar Montessori. 

A grande sorte de minha vida foi ser aluno em uma escola montessoriana dos 2 aos 14 anos. O resto da minha educação foi completamente convencional, mas assim que tive a chance, voltei para Montessori, como pesquisador e disseminador. Aí, nasceu o Lar Montessori.

Quando eu comecei o Lar, em 2011, se você digitasse “Montessori” no Google, recebia um enorme silêncio de volta. Nos últimos dez anos, conseguimos mudar muita coisa.

Famílias e educadores hoje têm inúmeros lugares para descobrir mais sobre Montessori. O Lar hoje é um espaço para começar e ir mais longe, desde seus primeiros textos até uma transformação em sua forma de ver a infância e educar crianças.

Esta é a esperança que temos – a esperança em uma nova humanidade, que virá desta nova educação, uma educação que é uma colaboração entre o ser humano e o universo. 

Maria Montessori

No começo, o Lar Montessori era um espaço para famílias. Por que eu comecei com famílias, em lugar de educadores? Pressa. Eu sempre soube que se uma mãe ou um pai entendessem de manhã quanto Montessori pode fazer pelos seus filhos, na tarde do mesmo dia a vida daquela criança já seria diferente. O nome deste site, “Lar” Montessori, vem um pouco dessa escolha.

A outra parte do nome é uma homenagem às origens do método Montessori. Quando Maria Montessori começou seu trabalho em São Lourenço, em 1907, ela iniciou um espaço que entrou para a história como Casa das Crianças, mas isso é um duradouro erro de tradução. Na época, Montessori disse:

“Nós italianos elevamos nossa palavra casa ao sentido quase sagrado da palavra inglesa home (lar), o templo fechado da afeição doméstica, acessível somente aos entes queridos”.

Área externa da Casa das Crianças

Este espaço é isso: um Lar, acessível somente aos entes queridos. E os entes queridos aqui são todos os adultos dispostos a acreditarem na criança como uma esperança e uma promessa para a humanidade. (a frase é de Maria Montessori)

Há dez anos que faço duas coisas da vida: pesquisar Montessori e espalhar Montessori. Isso me levou a alguns aprendizados interessantes.

Meu primeiro trabalho de pesquisa foi sobre adolescência e Montessori, e aconteceu durante os anos em que trabalhei como assistente de coordenação para um programa de Montessori para adolescentes. Foi incrível aprender, logo de início, que Montessori não tem limites: não importa a idade, nem a história de vida, e nem a diversidade cognitiva e psicológica da criança, Montessori é a melhor abordagem possível.

O segundo foi uma investigação sobre Montessori e o silêncio. Esse aconteceu enquanto eu colaborava na montagem de uma minúscula sala de aula, quase sem nenhum material, e colaborava na formação de uma excelente professora montessoriana. Lá, eu aprendi que a base de Montessori é a criança, e que se nós pudermos compreender a criança de verdade, e estudarmos a obra de Montessori com dedicação suficiente, é possível fazer Montessori em qualquer lugar, com ou sem qualquer recurso.

Nessa mesma época, comecei a colaborar como professor convidado do Centro de Educação Montessori de São Paulo. É a única formação brasileira com certificação internacional, e é uma honra fazer parte disso.

O terceiro trabalho de pesquisa foi meu doutorado, sobre Montessori na mídia contemporânea. Eu aprendi um monte com a pesquisa em si. Mas essa também aconteceu enquanto eu viajava o Brasil inteiro (e uma vez, Portugal também) espalhando Montessori e conversando com milhares de famílias e educadores, em espaços que iam de pequenas salas de reunião a enormes anfiteatros universitários. Com essas famílias e educadores, eu aprendi mais do que cabe aqui.

A vida nos dá presentes às vezes, e meu doutorado me deu o presente de dar aulas e palestras na Universidade de São Paulo, no Instituto Federal do Ceará, em pós-Graduações sobre Montessori no Brasil, e em dois encontros anuais da Associação Montessori Internacional, em 2018 e 2021. Hoje, mais um desses presentes é ser Diretor Científico da Organização Montessori do Brasil.

O Lar Montessori é a maior referência sobre Montessori online em língua portuguesa hoje. No site, você encontra mais de 300 textos que passam por todos os tópicos mais importantes na educação da criança pequena, e pode utilizar os textos e vídeos para a educação de seu filho, de seus alunos, ou até a formação dos educadores em sua escola. 

Eu não quero que o Lar Montessori seja o seu ponto de chegada – um dia você precisa ler os livros de Maria Montessori, são incríveis! Mas com certeza, você está em um excelente ponto de partida.

Gabriel, só tenho a agradecer pelo seu trabalho. É incrível o que você está fazendo para mudar a educação e mudarmos a humanidade.

Camila, aluna do Minicurso de Introdução a Montessori

Se você estiver começando, leia este texto para saber o que é o método Montessori.

Se você quiser encontrar um texto para um assunto específico, pode usar a lupa, que fica lá em cima no site.

Se você já sabe que Montessori é a melhor abordagem possível para todas as crianças, e quer se aprofundar, explore nossos cursos online. O Lar Montessori desenvolveu quatro princípios para a estruturação de todos os cursos, e isso fez deles alguns dos mais didáticos e acessíveis da internet.

Toda semana tem texto, e toda semana a gente se encontra no Facebook, às terças, às 8h, para as Manhãs com Montessori (e você pode assinar e assistir mais de 70 aulas anteriores aqui). Além disso, várias vezes por ano nos encontramos para estudar profundamente algum tema importante. Se você quiser saber de tudo o que acontece no Lar, inscreva-se no espaço disponível na barra lateral.

Ah! Se você estiver começando a ler sobre Montessori, pode usar esta lista para escolher a ordem de leitura para os principais livros montessorianos.

Faz dez anos que esta é uma segunda casa para mim e para milhares de adultos atentos à educação das crianças. Tomara que seja assim para você também.

Um abraço,

Gabriel

46 comentários

  1. Olá Gabriel,
    Conheci seu blog atraves do grupo Montessori do facebook. Gostei muito e venho acompanhando há algum tempo. O grupo de estudos continua acontecendo no CCSP? Gostaria de participar.
    Abraço,
    Fabiana

  2. Bom dia …
    Acabo de descobrir o blog, mas faz algum tempo que eu simpatizo com o método. Tenho um príncipe com 1 ano e 9 meses e gostaria de introduzir o método na rotina dele, começando com as mudanças no quarto , você acha que com a idade dele ainda surte efeito?

  3. Bom dia! Gostaria de aprender mais sobre Montessori, talvez em uma forma de curso estruturado. Moro em Brasília. Onde posso fazer ou conseguir (on line) um curso desse tipo? Obrigada!

  4. Acabo de descobrir o blog, comecei a me interessar por este método este ano e estou muito feliz com o conteúdo que encontrei. Sou Fonoaudióloga e quero estudar mais sobre o método, tanto para aplicar com as minhas crianças no consultório e principalmente agora com a minha filha que daqui à alguns dias vai nascer. Parabéns pelo lindo trabalho Gabriel. Estou assistindo os seus vídeos no youtube nessa fase de espera da minha filha, certamente ficará gravado em minha memória e em meu coração, pois está sendo o melhor momento de minha vida. Obrigada por compartilhar a sua experiência com quem está do outro lado. Sucesso!

  5. Gabriel, tudo bem?

    Sou mãe, jornalista e apaixonada pela infância. Sou leitora assídua do seu blog, estou começando a ler “Mente Absorvente” e aproveitando para assistir a algumas das conferências disponíveis por aqui sobre a obra. Como jornalista, estrearei em breve uma coluna quinzenal de entrevistas “pingue-pongue” no site especializado Mamatraca (www.mamatraca.com.br), entrevistando pessoas que possam contribuir de alguma forma para a melhor compreensão da criança, da infância e da importância do período. A ideia da coluna de entrevistas é contribuir para uma relação mais autêntica e disponível dos pais em relação às necessidades genuínas dos filhos nos diversos períodos de desenvolvimento.

    O primeiro entrevistado foi Marcelo Michelsohn, do Conexão Pais e Filhos (www.comexaopaisefilhos.com.br)– ainda não publicado, visto que a coluna ainda não estreou–, e na sequência publicaremos uma entrevista com Laura Uplinger, especialista em psicologia perinatal.

    Gostaria de saber se você tem interesse em conversar com a gente –via skype ou hangouts– e ser um dos entrevistados. O tema seria, basicamente, Montessori e os inúmeros desdobramentos da aplicação das descobertas científicas dela na vida prática das famílias. Topa?

    Meu e-mail, caso queira responder por lá: natalie.jornalista@gmail.com

    Abraços e obrigada,

  6. Gabriel, sou professora de Educacao Fisica e gostaria de fazer cursos sobre o metodo montessori. Voce conhece algum ou oferece algum? obrigada Erica

    1. Olá Erica,

      eu ofereço o curso de Introdução ao Método Montessori. Você pode acompanhar as cidades onde o curso é oferecido na página do Lar Montessori, no Facebook.

      Mas há cursos muito mais profundos e extensos que o meu, como o do Centro de Educação Montessori de SP, o de RJ e o de Florianópolis. Busque saber sobre esses se você desejar algo com bastante profundidade.
      Abraços e boa sorte!

  7. Olá bom dia!
    Sou Psicopedagoga apaixonada por Montessori. Quando criança, fui aluna do método e adulta busquei formação no Contructor Sui-RJ para melhorar minha prática pedagógica. Como Psicopedagoga, tenho obtido sucesso em minha pratica de intervenção com a utilização do método. Atualmente estudo Transtorno de Espectro Autista (TEA) e intervenção Montessoriana. Hoje realizo um trabalhado com as crianças da Associação de amigos do Autista do Espirito Santo -AMAES e em dialogo com a diretoria da instituição, levantamos o interesse em trazer para Vitoria-ES uma formação ou palestra sobre o método. Poderia nos ajudar? Realizam esse trabalho?
    Grata
    Luciana Carla Teixeira Carneiro Madalosso.

  8. Olá Gabriel, estou fazendo um paper de graduação e fiquei muito ineressada sobre o trabalho que vc fez sobre Montessori para adolecentes, queria saber se em como eu ter acesso a esse material
    Laura

  9. Olá Gabriel,

    Tudo bem? Meu nome é Priscilla e gostaria muito de fazer um contato com você! Eu fiz a minha formação em Montessori na Inglaterra e tenho os diplomas de 0-3 & 3-6. Trabalhei na escola do Instituto de Londres, onde estudei e depois de longos anos por lá estou de volta ao Brasil.

    Gostaria de te conhecer para trocarmos sobre experiências e perspectivas do Montessori no Brasil!

    Sim! Tive a oportunidade de estudar Montessori com pessoas lindas, mas o maior aprendizado vieram das crianças e estou estudando como dar continuidade a esse projeto.

    Obrigada por ler essa mensagem e espero que possamos nos conhecer!

    Um abraço,

    Priscilla Benedini

  10. Oi Gabriel tudo bem? Estou fazendo meu TCC, pois vou concluir a pedagogia no fim desse ano. E o meu tema será sobre o método de Maria Montessori. Preciso de sua ajuda.Qual o melhor meio que posso falar com você.
    Desde já agradeço!

  11. Olá, sou estudante de Design de Interiores e pretendo desenvolver o meu trabalho de conclusão de curso baseado no método Montessori. Quero fazer um quarto seguindo esse método, porém não encontro muitas referências de pesquisas que relacionem o método ao ambiente ou espaço. Li várias coisas aqui no site mais gostaria de saber:você teria algo para indicar? Também tenho uma dúvida, geralmente o método Montessori é aplicado até que idade?
    Obrigada!

  12. Gabriel acompanhava o Lar Montessori pelo facebook, mas precisei desativar minha conta por lá. Recentemente você publicou uma lista de livros infantis recomendados por você. Será que pode me passar esta lista aqui? Ou até mesmo deixar esta lista disponível para pesquisa neste blog? Assim você pode ir atualizando. Grata!

  13. Oi Gabriel. Quero construir um material sobre a evolução da vida. Procurei os passos e não encontrei. Por favor gostaria da tua sugestão para que seja muito interessante e assim possa tornar o aprender mais gostoso. Obrigada.

  14. Olá,Gabriel,
    estou fazendo pedagogia e acabei de descobrir lar Montessori, é maravilhosos…estou super feliz!!!

  15. Olá, Gabriel! Gostaria muito de enviar um email para relatar uma situação que está acontecendo com a minha filha, você pode me passar seu endereço?

  16. Olá Gabriel, participei do curso de Introdução ao Método Montessori que ministraste em São Luís/MA, em outubro. Escrevo porque estou procurando o documento da OMS que fala sobre os prejuízos causados pela exposição de crianças menores de 2 anos à televisão. Ainda não consegui encontrar essa recomendação e gostaria de levá-la para uma reunião na creche da minha filha. Tens como disponibilizar o texto ou um link em que eu possa acessar essa informação? Desde já agradeço, Carine.

  17. Olá, boa tarde! Você saberia me indicar creches e escolas que utilizam o método em Cuiabá-MT? Não estou encontrando….Obrigada!

  18. Oi Gabriel, sou Luciana Gouveia, participei do encontro em Juiz de Fora e já fiz um contato com vc. Preciso marcar para vc aplicar seus conhecimentos para meus professores. Será possível ainda fevereiro? Vc tem meu contato no seu email, aguardo um parecer.

  19. Ola,

    Tenho interesse em curso para entender mais sobre o Montessori, como mãe.

    Existe previsao de cursos para este ano?

    Aguardo informaçoes,

    Obrigada

  20. Olá Gabriel, vejo que sua pesquisa sobre Montessori é bem séria. Você pode me passar seu email para conversarmos sobre pesquisas científicas nesta área…Obrigada, Maria Cristina

  21. vou fazer o meu artigo sobre os métodos montessori . preciso de sua sugestão para meu artigo , favor preciso de ajuda.

  22. Olá Gabriel ! Acompanho o seu trabalho desde 2013, quando meu filho, Arthur, nasceu. Gostaria de sugerir um tema para um dos próximos videos no canal do youtube: obediência e autoridade. Nesta fase dos três anos, meu filho (e outras crianças da mesma idade) apresenta uma certa rebeldia, e episódio de desobediência nas tarefas do dia-a-dia visando desafiar a nossa autoridade e ir contra o combinado (escovar os dentes, tomar banho, tomar remédio, colocar o uniforme para ir para a escola, etc…). Como o cuidador pode lidar de forma construtiva e assertiva com a criança nestes episódios?
    Seria de grande ajuda para muitas famílias.
    Obrigada! 😉

  23. Olá Gabriel, me chamo Flávia e tenho um bebê de 1 ano e 2 meses. Me interessei pelo método Montessori para usar com meu filho, por onde devo começar de acordo com a idade dele? Quero saber como lidar com cada fase do seu desenvolvimento! Desde já obrigado!

  24. Olá Gabriel, meu nome é Flavia e estou interessada em aprender mais sobre o método Montessori para criar meu bebê que tem 1 no e 2 meses. Quero saber o que fazer e como fazer de acordo com sua idade e desenvolvimento. Gostaria que vc me orientasse! Desde já obrigado!

  25. Gabriel, tenho me encantado com ocad método montessori, mas como ser um educador montessoriano num maternal com 25 crianças totalmente “desequilibradas”?

  26. Olá, sou espanhola mas moro em Açores (portugal) temos um menino de quase tres anos e meio e uma bebé de 3 meses.
    Gostava de o iniciar nos conhecimentos básicos de acorde à sua idade pois ele nunca foi à escola e gosta de estar em casa.
    Agradecia saber a sua opinião sobre se deveria ir à escola? antes não estava nada preocupada mas onde agora moramos há mesmo poucos/nenhúm menino. Cá há uma única escola.
    Obrigada

    1. Em minha opinião a escola começa a ficar importante aos três anos, três anos e meio. Imagino que não haja uma escola Montessori aí, não é? Continue fazendo Montessori em casa e vão muito à natureza, para compensar o tempo nos bancos escolares. Abraços!

  27. Bom dia Gabriel…
    Passando pra dizer que seu curso sobre Introdução ao Método Montessori, que fiz aqui em Fortaleza na escola Casulo, foi show…
    Muito esclarecedor, leve e reflexivo…
    Mudanças devem ser feitas quando o assunto é a criança…
    Espero fazer o curso para professores um dia!
    Obrigada
    Camila Fogolin
    Abraços

  28. Boa tarde, Gabriel.

    Mediante pesquisas sobre assuntos referentes a Metodologia Montessoriana seu nome acabou figurando entre as referências para contato e esclarecimentos de dúvidas.
    Possuo certo interesse em trazer para minha cidade e região iniciativas e ações divulgando mais a Metodologia. Como devo proceder? Você poderia me orientar? Há possibilidade de lhe trazer para palestrar sobre o assunto?
    Favor me dar orientações para estreitamento de nosso contato.

    Certo de vossa resposta, despeço-me no aguardo.

  29. Fiquei curiosa. Como doutorado sem mestrado?! Não entendi. Montessori em Letras? Vc estudou Chomsky e Saussure e Montessori? Quero ler teus trabalhos acadêmicos. Como faço? Não achei teu Lattes.
    Sou acadêmica. Tenho mestrado em aquisição da escrita de adultos e agora quero aprofundar estudos no desenvolvimento infantil. Quero falar contigo.

    1. Oi, Luciana! Vamos lá!
      O doutorado não foi exatamente sem mestrado. Começou como um mestrado, mas por sugestão da banca, fui transferido para o programa de Doutorado Direto, então hoje faço o doutorado.
      Trabalho com Montessori em Letras porque o tipo de investigação é apropriado. Trabalho com análise de discurso (Pechêux, Orlandi, Foucault) e analiso Montessori na mídia (em EUA e Brasil). Não pesquiso linguística, embora haja muito nela para pesquisar, pesquiso a partir da linguística, da história e da política.
      Não tenho publicações ainda. Na verdade, fui adiando isso e não publiquei os trabalhos, embora estejam aptos pelo menos para as bibliotecas das faculdades onde os desenvolvi. Posso te enviar por e-mail se te interessar.
      Meu lattes está com alguns meses de defasagem, mas está aqui: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4339367A9

      Será um prazer conversar. Se quiser, me envie um e-mail: gabrielmsalomao@gmail.com – eu posso demorar um pouquinho para responder, mas respondo! 🙂

  30. A cada vídeo que assisto, a cada texto que leio, me encanto mais com o método Montessori e com a maneira didática, tranquila e responsável com a qual você transmite o conteúdo. Parabéns!

Deixe uma resposta para Murilo Rodrigues Cancelar resposta