Alfabeto Montessori em Casa

Workshop Alfabetização – Conteúdo

Curso de Alfabetização em Montessori

Inscrições Finalizadas

As inscrições para esta edição do curso foram finalizadas em 25/10/2020. Eu sei exatamente quanto a alfabetização de suas crianças é importante para você, e fiz este curso com cuidado, por isso. Também por isso, nós escolhemos a melhor plataforma de inscrições online do Brasil e alongamos o período de inscrição tanto quanto pudemos. Infelizmente, não foi o suficiente para atender você.

Será um prazer encontrar você futuramente. Você pode se cadastrar em nossa lista de espera para receber uma mensagem assim que a próxima edição do curso estiver com matrículas abertas. Nesta mesma página, você pode conhecer mais sobre o curso, e se cadastrar na lista de espera mais a diante, se preferir.

A inscrição no curso completo inclui a participação em todas as aulas ao vivo (total de 8h), um ano de acesso a todas as aulas gravadas, um roteiro de dezesseis páginas com os pontos principais de todo o curso, e todo o material em PDF, acesso ao grupo restrito no Facebook e certificado de participação com o selo do Lar Montessori.

Veja alguns depoimentos de participantes da edição anterior:

Sinceramente, é uma metodologia muito nova diante de tudo que já estudei, já havia lido e assistido muitos vídeos sobre Montessori, mas este curso me abriu novos horizontes e me trouxe respostas a perguntas que a pedagogia e meus colegas professores experientes nunca conseguiram responder. Sei que ainda existe um caminho longo a percorrer de estudo, mas só de ter encontrado “o caminho certo”, já estou em paz.

Vanda, aluna da edição de maio de 2020.

Achei incrível o fato de poder fabricar o material que irei utilizar nesse processo, que me encantou e me deixou emocionada com o que você compartilhou. Só gratidão por tudo.

Isabel, aluna da edição de maio de 2020.

A metodologia do curso foi excelente e a didática do professor foi excepcional. A calma e tranquilidade na exposição, discussão e demonstração do conteúdo me chamaram muito a atenção.

Karine, aluna da edição de maio de 2020..

Além de guia montessoriana, sou psicopedagoga clínica e enfatizo meus atendimentos a crianças no início do processo de alfabetização. Você me deu novas ideias e modos de utilizar os materiais que tenho. Muito obrigada!

Fabiana*, aluna da edição de maio de 2020.


Outras Aulas do Workshop

Exercício da aula 1: Entre os comportamentos e sensibilidades descritos na aula, você já notou algum ou alguns em suas crianças? Qual/Quais? Deixe suas anotações separadas, porque elas podem te ajudar a escolher por onde começar, a partir das sugestões de atividades das próximas aulas. Se quiser, publique suas anotações nos comentários desta página. Eu vou adorar ler, e pode ajudar seus colegas!

Exercício da Aula 2 – Convide sua criança para atividades interessantes, que ela possa gostar de fazer, e demonstre com cuidado, atenção, lentidão e pausas. Depois, permita que ela aja sozinha. Em Montessori, nós não ajudamos uma criança enquanto ela quer tentar fazer as coisas por conta própria. Observe a atenção dela, e guarde esta lembrança. É pela atenção e a alegria serena que sabemos se estamos agindo da maneira correta na educação das crianças.

Exercício da Aula 3 – Experimente dar palavras difíceis para sua criança, nomeando as coisas corretamente e dizendo a ela nomes específicos (como pinheiro e mangueira), além dos nomes generalizadores (como árvore). Se ela tiver mais de 3 anos, experimente a Lição de Três tempos com objetos que ela ainda não conhece. Volte para contar como foi!

Baixe a seguir o roteiro que utilizei neste workshop, com os tópicos abordados e as sugestões de atividades, também em tópicos:


Materiais para você preparar

Alfabeto Móvel:

Instruções de preparo do material: Imprima duas cópias do PDF, e siga o vídeo para colorir e recortar.


Encaixes para Desenho:

Veja uma ilustração do material industrializado, e perceba que o seu pode ficar parecido. Baixe o PDF para imprimir abaixo.

Fonte: Absorbent Minds

Instruções de preparo do material: Imprima uma cópia do PDF no tamanho que preferir, e siga o vídeo para recortar.


Letras de Lixa:

Instruções de preparo do material: Imprima uma cópia do PDF no tamanho que preferir, e siga o vídeo para colorir, recortar e colar.


*Nome fictício, a aluna pediu para não ter seu nome divulgado.

41 comentários

  1. Tenho uma filha com 6 anos. Ela estuda em uma escola montessoriana desde 1a9m. Como o Gabriel falou: montessori funciona!
    Sou encantada com o método. Ela está no 1° ano: alfabetizada. Lê, escreve e interpreta com fluidez. Todo o processo, iniciado na educação infantil (nos agrupamentos), se dá de forma natural, utilizando os materais montessorianos, entre eles os alfabetos móvel e lixa e o saco fonético, juntamente com o trabalho dos educadores com o som das letras.
    É fantástico a gente vê uma criança de 4 anos reproduzindo o som de cada letra e identificando as letras de uma palavra através da audição!
    Quanto à escrita, há o trabalho de fortalecimento da musculatura com materiais e atividades aparentemente simples mas que, se bem observadas, são bem complexas. É dispensada a utilização de cadernos de caligrafia, com aquelas letras pontilhadas e aqueles espaços bem delimitados.
    Aqui tem sido um desenvolvimento natural, bem satisfatório, sem pressão e, consequentemente, sem estresse.

  2. Boa tarde, Gabriel. Muito obrigada pelo workshop! Maravilhosa a primeira aula. Meu filho tem 4 anos e meio. Ele começou a escrever as letras aleatórias, diz que tá criando palavras, escrevendo um livro, e me pergunta “o que está escrito aqui?”. Eu ofereço apenas uma orientação sobre os sons, alguma ajuda sobre uma letra invertida. Como ele não está ainda frequentando a escola, não gosta de muita interferência nos processos dele. Quero ajudá-lo, mas sem interferir nesse faz de conta.

  3. Que maravilha poder contar com o passo a passo de materiais tão fundamentais para o desenvolvimento da escrita. Já fiz as letras de lixa , agora farei os encaixes para desenhos. Gratidão pela oportunidade de aprender com o Gabriel Salomão.

  4. Minha filha tem 2 anos e 8 meses. Ela adora livros! Ultimamente ela aponta pras letras e pergunta: mamãe essa é o que? (Pra eu dizer o nome da letra e uma palavra daquela letra).

  5. Simplesmente maravilhoso! Super recomendo seus cursos para todos! Agradeço muito por nos proporcionar esse workshop!
    Fiz um resumo em cordel para facilitar a lembrança 🙂
    1
    A alfabetização em Montessori
    Segue a forma natural
    Da criança aprender
    Que é beleza sem igual
    Por isso valorizar sua curiosidade
    Nesse método é essencial
    2
    O desenvolvimento e a alfabetização
    Vão aqui se entrelaçar
    Pois nos seus primeiros anos
    Por várias fases ela vai passar
    E cada uma dessas fases
    De período sensível vamos chamar
    3
    Os três períodos sensíveis devem
    Ser levados em consideração:
    Movimento, Linguagem, Refinamento Sensorial
    Para se pensar em alfabetização
    Pois dos três aos seis anos
    De tudo ela faz observação
    4
    O som que tem as letras
    Pode chamar sua atenção
    E de forma natural
    Sem fazer qualquer pressão
    Inicia-se para Montessori
    O processo de alfabetização
    5
    A independência humana
    Cresce com o aprender
    E a criança percebe isso
    E quer tudo entender
    Por isso a alfabetização
    É também fonte de poder
    6
    Por isso brincar com o som
    Lhe dá tanta satisfação
    Aumenta seu vocabulário
    E ao fazer essa exploração
    Torna-se bem divertido
    O processo de alfabetização
    7
    Há o recurso de letras de lixa
    Onde ela pode tocar
    Sentindo com seus dedinhos
    As letras como a dançar
    Num sobe e desce bailando
    O nome da letra vai pronunciar
    8
    Isso será preparação
    Para o lápis segurar
    Depois pode lhe ser dado
    Um suporte para contornar
    Mais tarde o alfabeto móvel
    Podemos lhe apresentar
    9
    Mas o alfabeto não é apresentado
    Como meio para escrever
    Mas para ela criar palavras
    Com liberdade de crescer
    Valorizar sua imaginação
    E sua alegria de viver
    10
    Outro recurso interessante
    São as formas de encaixar
    E depois com o lápis
    Essas formas contornar
    Habilidades vai desenvolver
    Com esse seu traçar

  6. Workshop sobre Alfabetização em Montessori incrível, já estou admirando mais com a primeira aula… Obrigada Gabriel. Gratidão!

    1. Bom dia Gabriel,
      O meu filho tem 5 anos agora e ja passou pelo fascinio pelas letras e seus sons. Contudo, pelo favto de andar numa escola tradicional e em ingles, na qual houve muita ficha e papel para escrever letras seguidas (forçando a barra) o interesse desapareceu. Agora estou perdida, será que ainda vou a tempo, com o método montessori, de resgatar o interesse do meu filho pela alfabetização?

      1. Sim, há tempo. É preciso fazer adaptações, mas há tempo. Os jogos ajudam, porque deixam de ser um massacre para ser interessantes. E ajuda nossa postura no processo todo. Em nosso curso, vai dar para aprofundar mais nesses pontos. Mas em linhas gerais, demonstrar a ele que as coisas podem ser divertidas, ou interessantes, é sempre muito importante! Aí, tudo se resgata.

  7. Meu filho ja deu sinal da curiosidade pelos sons. Ele fala palavras de acordo com os sons que ouvir. Esta muito sensacional essa fase dele.

  8. Olá! Minha filha tem 6 anos, está no início do processo de alfabetização, justamente no ano da pandemia, e das aulas on line…
    Ela está começando com letra bastão (“letra de forma”).
    Eu poderia preparar o material em letras de forma? Ou tudo bem ela conhecer as duas formas de escrita ao mesmo tempo?
    Agradeço muito por essa oportunidade!

  9. Boa noite! Estou totalmente encantada com a aula, a forma como você explica é incrível, bem clara e de fácil entendimento.
    Tenho uma filha de 3 anos e como você falou ela também esta em uma fase aonde se ela mostra interesse por coisinhas pequenas.

  10. Muito bom sua aula, estou com uma aluna, ela tem 6 anos, já escreve e lê, mas somente em letra bastão, não consegue lê um livro de histórias porque não lê letras cursivas. Estou dando aulas de reforço para ela, mas achei incomum tudo isso. Pensei começar com as letras de lixa cursivas. Você me indica algo? Obrigada.

    1. Com seis anos as letras de lixa já não atraem. Você tentar um pareamento, primeiro, e depois um jogo da memória.Com cartões com a letra cursiva e a bastão,para ela fazer a equivalência aos poucos.

  11. Gabriel cada vez que te escuto me encanto ainda mais pelo o aprendizado Montessori tenho dois filhos um de 4 anos e 7 meses o outro de 2 anos e 6 meses, com a pandemia estava em escola publica não está com o aprendizado que acho que deveria e isso me preocupa, quando chegou esse workshop me deixou com mais esperança e sei que agora vou conseguir ajuda-los neste momento tão difícil que estamos passando e terá um ótimo desenvolvimento na escrita gratidão por esse compartilhamento de tanta sabedoria te admiro.

  12. Muito obrigada, Gabriel. Gosto muito dos seus vídeos e cursos.
    Tenho uma filha de 18meses. Conheci o método Montessori nos primeiros meses de vida dela, e desde então venho estudando para poder auxiliá-la no seu desenvolvimento de maneira justa, respeitando-a.
    Já reparei a sensibilidade dela há poucos dias, com relação a sons. Eu falo muito para ela as palavras: nanar; neném, ‘quer nanar’… e ela passou a repetir o som nasal da letra “n” que ela percebeu em uma música que eu cantava pra ela. Achei genial. Axhas que ela pode estar passando por um períoso sensível de Linguagem?
    Onde poso encontrar mais informações sobre os períodos sensíveis nas crianças?

  13. Bom dia, Gabriel! Realmente,essas etapas que você descreve na primeira aula são perceptíveis. Meu filho hoje com 7 anos passou por elas e, ainda bem, tivemos a sensibilidade de perceber algumas e auxiliá-lo de forma correta. Por exemplo: sempre nos preocupamos com o vocabulário dele desde q iniciou a fala e por isso ele sempre falou muito bem, de forma correta e com um repertório grande de palavras. Creio que isso o tenha ajudado bastante na alfabetização, mesmo na escola e método tradicionais. Outro aspecto que gosto muito de observar é o poder e a independência que ele adquiriu com o saber ler e escrever. É emocionante ver a desenvoltura e a alegria da criança. Obrigada pela aula! Fiz seu curso presencial e já estou ansiosa por este que vem aí. Um abraço e ótima semana!

  14. Bom dia Gabriel. Acompanho sua página desde que minha filha estava dando os primeiros passos. Agora, estou notando a necessidade dela buscar as letras e os sons das palavras. Ela ainda não vai a escola, tem 3 anos e tem falado frases, com palavras mais complexas, como: “Essa escada é muito íngreme, mamãe!” . E por vezes na hora da leitura ela passa a mão sobre as letras e conta a própria história, como se estivesse lendo o livro.
    Busco aqui, entendimento para auxiliar esse processo lindo da alfabetização; e os seus ensinamentos fazem toda a diferença. Gratidão.🙏🏻

  15. Estou adorando! Trabalhei com uma professora que trabalhava exatamente com os sons e todos os dias as crianças já chegavam na sala deslumbradas porque descobriam palavras associadas ao som. Era uma festa! E foi muito espontâneo o desenvolvimento da escrita. Foi um ano mágico trabalhar desse jeito…
    Obrigada por passar tantos ensinamentos Gabriel!

  16. Querido professor!
    Quanta sabedoria.
    Cada frase e cada palavra colocada por vc é um flash!
    Incrível.
    Abraço,
    Profa. Raquel

  17. Boa tarde, Obrigada por compartilhar esse conhecimento de uma maneira tão simples e efetiva. Estou preparando pra fazer os materiais aqui. A escola que meu filho frequenta (3 anos de idade) vai começar pela letra bastão. Acha que faz sentido eu seguir com a bastão também nessa apresentação que farei em casa?

  18. Obrigada Gabriel!!! O encanto por Montissori cresce a cada dia!!! Quero pedir um curso também na área da matemática.

  19. Desculpa Gabriel, mas não percebi um ponto. Minha criança tem 6 anos e está no massante processo de alfabetização escolar. As letras de lixas já não servem? Que material seria mais adequado? Obg

    1. Normalmente, aos 6 o interesse pelas letras de lixa passou. Os jogos de sons continuam interessantes, e o material que usaríamos primeiro seria o alfabeto móvel, trazendo as letras de lixa oportunamente, para apresentar uma letra que ela ainda naõ reconheça na caixa do alfabeto.

  20. Boa noite! Adorei a aula 2, está muito ligado a vida prática! Gostaria de dicas de vida prática para pré-adolescentes.

  21. Olá, Boa Noite!
    Amei a primeira aula, sou professora recém formada e estou procurando um caminho tranquilo para alfabetizar meu alunos, estou conhecendo e aprendendo sobre o método e quero carregar ele comigo!
    Estou apaixonada na leveza como você conduz a aula, obrigado por compartilhar seu conhecimento, o mundo precisa disso!

  22. Na atividade 1 você pede para rememorarmos comportamentos e sensibilidades descritos na aula, que já notamos nas crianças.
    Uma certa vez ministrei aula para o 1º ano em uma escola municipal na periferia de Manaus. A maioria dos alunos não era oriunda da Educação Infantil, então era perceptível a falta de destreza com as mãozinhas. Percebi que não adiantava “forçar” o uso do lápis e passei a utilizar letras móveis. Posso destacar a história de um aluno de 6 anos que ao pegar no lápis só fazia bolinhas para representar letras. Apresentei-lhe o alfabeto móvel e passou dias trabalhando com ele, só me chamava quando tinha alguma dúvida com sons.
    Um certo dia ele chegou pra mim e disse: “Professora, escrevi o nome do meu animal favorito”. Fomos até o seu local e lá estava escrito CAVALO, exploramos a palavra e as possibilidades que ela trazia (ciências). Foi um momento muito lindo!

    1. Que história linda, Erilane!! Que belíssimo exemplo de isolamento de dificuldade! É cruel sobrecarregar uma criança com tudo de uma vez. Se a gente separa, como você fez, o encanto é maior, e aí o ânimo aumenta, até para conquistar a habilidade menos desenvolvida depois!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: