Montessori para Adolescentes


Montessori para Adolescentes

As inscrições para esta edição do curso terminaram. Mas você pode deixar o seu contato em nossa lista de espera, e vamos entrar em contato assim que houver a previsão de uma nova turma!

30 comentários

  1. Gostei muito da aula. Exposição clara, objetiva e teca em conteúdo. Com citações e indicações de leituras para aprofundamento. Obrigada!

  2. Gabriel, posso pensar no limite do grupo de adolescentes como os da criança? Não é permitido nada que me machuque, nada que machuque outro ser vivo e nada que danifique o ambiente??

    1. Sim, mas é mais complexo, porque o adolescente discute os aspectos de moral e justiça. Então, os limites não são impostos e pronto. Eles precisam ser discutidos, compreendidos, às vezes estudados. Existem modelos de assembleias entre adolescentes e coisas assim, que devem ser usadas para se estabelecer, coletivamente, os limites da comunidade, e o adolescente gosta de esmiuçar cada limite. “O que quer dizer machucar o outro?” por exemplo. Emocionalmente conta? E o que é machucar emocionalmente? Como estabelecer limites entre adolescentes? Como pedir desculpas? Deve haver punição?Tudo isso conta e é discutido entre eles, e entre eles e os adultos.

  3. Ouvir vc Gabriel é infinitamente inspirador, ver com olhos de ver adolescentes irá ajudar não só nossa família, sim ajudar todos em nosso planeta.
    É uma semente de mudança em cada um que te assista.
    Obrigada por mais este aprendizado.

  4. Parabéns, muita sabedoria. E importante entender mais sobre o comportamento do adolescente em grupo.

  5. Olá, Gabriel! Sua fala e reflexões fizeram muito sentido para mim. Eu mentoro um grupo de adolescentes e você me fez despertar através do sentido de grupo… Por que estamos aqui em grupo? Como o grupo existe para o adolescente? Excelente!

  6. Ouvi essas palavras recentemente da Professora Lúcia Helena Galvão “A mais importante de todas as obras é o exemplo da própria vida”. E hoje após assistir essa primeira aula só agradeço a oportunidade de aprender sobre adolescentes com o Professor Doutor Gabriel, ou melhor com esse grande partilhador. Que na sua partilha tem multiplicado o interesse, pela criança, pelo método, por um adulto buscante da humildade , necessário pra observar e colabora com a formação do novo homem ( a criança). Principalmente nos últimos 12 meses. Essa multiplicação percebo em mim, e em todos os grupos que tenho participado durante todo esses meses da pandemia. Muito obrigada e que essa partilha esse seu exemplo de vida alcance muitas outras vidas, em benefício das crianças.

  7. Que prazer enorme ouvi-lo…Gabriel, você não acha que de uma certa forma sempre ou quase sempre nos encaixamos, a ideia de pertencer a um grupo enquanto adolescente não é muito distante? Eles querem aprovação, certo? Então não é mais fácil se moldar ao grupo ou fazer o que a “massa” quer do que ser exatamente quem se é?
    Fico pensando na maioria dos adolescentes sem acesso a grupo saudáveis ou sem saberem ao certo como fazer para pertencer a esses grupos, como podemos nesse momento a distância, mostrar essas possibilidades? Sua fala me trouxe muitos questionamentos, preciso refletir muito e buscar caminhos para o entorno que conheço…

  8. Admiro e sigo vc a mts anos! Obrigada por compartilhar seus conhecimentos!
    Aula mto boa, com conceitos bst profundos e nos desafiam a romper o” senso comum ” sobre os adolescentes! 🥰

  9. Sensacional , ansiosa pela próxima aula. Que conteúdo rico. Vai me ajudar demais, com meu filho mais velho . Gratidão 🙏🏻

  10. Muito obrigada, como sempre suas aulas me ajudam já faz um bom tempo. Meus filhos mais velhos tem 12 e 10 anos é esse assunto é novo para mim. Minha filha caçula tem 5 anos. Então, em quase todas as faixas etárias, suas aulas são pertinentes para a minha família. Por favor continue!!

  11. Muito obrigada pela aula, Gabriel. Como é especial desvendar os caminhos que podem colaborar para o desenvolvimento saudável do adolescente, isso me traz muita esperança.

  12. Gabriel, um prazer como sempre! Suas apresentaçãoes são muito bem desenvolvidas, muito claras e gostosas de assistir. Comecei a fazer seus cursos no ano passado e continuo te seguindo; é um prazer e me ajuda muito a continuar estudando. Muito obrigada mesmo!

  13. Imensamente grata Gabriel, por essas aulas, acompanho-o e admiro-o!! O mundo precisa de Maria Montessori e você, com toda sabedoria e dedicação a representa muito bem!!
    Gratidão!!

  14. Obrigada por partilhar seu conhecimento. Tenho pensado muito sobre todas as suas aulas que já assisti (o acompanho há anos) e preciso admitir que uma mudança profunda em minha carreira quer acontecer agora, por conta disso. Por esse motivo, lhe agradeço.

  15. Obrigada pela partilha, Gabriel! A adolescência não é o meu público alvo, mas recordei da minha adolescência e o quanto o pertencer a alguns grupos fez toda a diferença em minha vida.

  16. Obrigada Gabriel, sempre trazendo luz ao nosso caminho! Trabalhei mts anos com adolescentes em risco social e mts trabalhavam no “crime” e como tudo que vc falou se encaixa perfeitamente na sensação de pertencimento que eles encontram nesse grupos. Pena que os caminhos não são saudáveis😔. E como qd recebem apoio são capazes de virar o jogo e canalizar as energias para um trabalho que os deixem mais seguroa, felizes e em prol da comunidade.

  17. Engraçado poder reconhecer que meu filho (ainda com 11 anos) sentir tanta satisfação em ajudar na igreja, por exemplo e ter a “confiança” de um dos líderes para ser “o menino das chaves da igreja” durante o culto e ficar em função de ajudar os adultos a fazerem o melhor culto possível. Isso porque ele ainda é bem novo mas eu já consigo perceber algumas tendências em relação ao que você narrou na terceira aula.

Deixe uma resposta para Sarah Cancelar resposta

%d blogueiros gostam disto: