Aprendendo a usar o banheiro

Este artigo é uma tradução com pequenas adaptações do capítulo “Introducing the Toilet”, do livro “How to Raise an Amazing Child the Montessori Way”, do Tim Seldin, presidente da Montessori Fundation. Nós incentivamos a compra da obra, tanto para você, quando como apoio ao fantástico trabalho do autor e dos designers do livro.

A utilização do vaso sanitário ou do penico depende do tempo da criança e não de sua idade e nem mesmo da vontade do adulto. A maturação do sistema nervoso e a vontade de ser independente é que vão dizer quando é a hora de sair das fraldas e usar o vaso. No entanto, havendo observação cuidadosa, um ambiente preparado sempre ajuda. Tenha um penico ou um vaso sanitário que a criança possa alcançar, assim como roupas de baixo de algodão na altura da criança e uma pia baixa ou um banquinho no banheiro.

Mais ou menos com um ano, ou durante o segundo ano de vida, a criança começa a se interessar pelo penico, ou pelo vaso. Eles se interessam pelo “fazer cocô” e pelo “fazer xixi”, assim como pela água do vaso. Às vezes, querem brincar com ela. Quanto à água, procure oferecer bacias mais apropriadas, baldes, ou utilizar a pia ou uma banheira com água. O interesse da criança pelo cocô e pelo xixi nada tem de não-pudico e se trata de uma válida curiosidade sobre aquilo que seu corpo é capaz de expelir. Explique a ela o que é a urina e o que são as fezes, dizendo que são a água e a comida que nosso corpo não utilizou.

Em vários momentos no blog, dissemos como é importante permitir à criança que vista-se e se dispa. Aqui, esta liberdade se faz importante. A criança nesta idade se interessa mais e mais por essas atividades e pode tentar vestir roupas de baixo de seus irmãos ou pais – este pode ser um sinal de que ela talvez queira se tornar independente das fraldas, e portanto esteja curiosa sobre o uso do penico.

Mais ou menos com um ano e meio a criança já consegue controlar sua bexiga e seu intestino, em certa medida, e tem interesse em fazê-lo, além da habilidade física para tanto. Dar ao seu filho a chance de utilizar mais cuecas ou calcinhas e menos fraldas realmente ajuda a despertar a consciência corporal para estas funções orgânicas.

É claro que de vez em quando vai acontecer um pequeno acidente. Isso vai acontecer no começo, em todas as habilidades que a criança for adquirindo. Mas é realmente no começo, e faz parte de todo o processo de conquista de autonomia. As fraldas não auxiliam na sensibilidade, e o seu filho perceberá muito mais que fez xixi ou cocô na hora errada se utilizar roupas de baixo de algodão.

No caso de acidentes, fique calmo e tranquilo. Deixe à disposição de seu filho roupas de baixo limpas, providencie um cesto baixo de roupas sujas e deixe panos de chão ou velhas toalhas para que ele possa limpar o resultado dos acidentes. Ajude se seu filho pedir ou se você vir que ele está realmente triste ou estressado, mas não se apresse a ponto de fazê-lo se sentir envergonhado.

Muitas crianças vão querer se sentar no vaso ou num penico somente para imitar os mais velhos, apesar de não terem aprendido a controlar a bexiga ou os intestinos. Auxilie sua criança com este interesse, mostre devagar a ela como se baixa as calças e a roupa de baixo, como se senta corretamente no vaso, e ensine-a que deve lavar as mãos sempre.

Usar o vaso é um processo natural, que começará quando seu filho desejar se tornar um “mocinho” independente e quando as funções neurológicas necessárias estiverem estabelecidas. Nós não ensinamos as crianças a usar o banheiro, nós as apoiamos quando elas estão prontas.

3 comentários sobre “Aprendendo a usar o banheiro

  1. Muito bom este post, estou passando por esta situação, minha filha acaba de completar16 meses e percebi que ela tem toda essa curiosidade que você explicou no texto. Como posso explorar isso mais? Eu tenho um redutor de vaso, de manhãzinha qdo ela acorda eu coloco ela sentada mas ela não parece curtir muito, acho que estou forçando, é melhor comprar um penico e deixar no banheiro e quando eu for usar levar ela comigo para ver se ela senta no pinico? Adorei a ideia do banquinho, vou tentar fazer isso aqui em casa, mesmo ela não alcançando a pia mesmo com uma ajuda, acho que isso vai despertar o interesse dela por lavar as mãos igual a mamãe.

  2. Só agora conheci o blog, estou adorando ler seus textos. Excelentes! Tenho uma menina de 1 ano e 3 meses e adoro poder aprender sobre o maternar…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s