Minha visita à American Montessori Society

Quanto tempo!
Neste mês de julho viajei com um grupo de onze alunos para Nova Iorque. Eles vieram participar de um curso de inglês em New Rochelle, com a Rennert Bilingual, e eu vim tomar conta da garotada. Voltaremos neste sábado, e a estada aqui tem sido muito legal. Eu não conhecia os Estados Unidos e NI realmente tem coisas fantásticas de se ver e para conhecer.

Antes de decolar para cá, é claro que eu parei um pouco no Google para descobrir o que havia de montessoriano por estas terras. Minha primeira busca foi pela localização do quartel general da American Montessori Society (AMS), que eu descobri ficar bem no coração de Manhattan. Portanto, enquanto fazia as malas, já pensava que teria de visitá-la! O problema era que eu não sabia em que dia eu teria um tempinho para fazer isso, porque desde que comecei a trabalhar com viagens (em 2009), só recebíamos o calendário de atividades da escola quando chegávamos, e este ano foi igualzinho.

Só em uma terça-feira à noite é que descobri que poderia visitar a AMS na quarta-feira de manhã. Enviei um e-mail em cima da hora e não esperei resposta. Estava lá às 9h00 do dia seguinte. Ninguém sabia muito bem o que fazer quando eu cheguei – nem as secretárias que me receberam e nem eu que fui recebido. Eu sabia que queria conhecer gente, achar material de leitura, quem sabe um poster ou uma camiseta. Mas não sabia quem eu queria conhecer, exatamente, e nem quais materiais eu desejava. Então despejei:

Oi, eu sou um pesquisador de graduação brasileiro que se interessa por Montessori para adolescentes, e eu gostaria de conhecer alguém, ou conversar com quem possa me ajudar em pesquisa. Também, se vocês tiverem materiais, eu adoraria comprá-los. Eu conversei uma vez com a Angela M-, mas não sei se ela fica aqui.

As moças ficaram mais confusas que eu, e chamaram alguém que pudesse me receber ou me mandar para fora: “Oi, tem um pesquisador do Brasil aqui que quer falar com alguém da AMS”. Instantes depois chegou uma mulher muito elegante, de cabelos enrolados e um sorriso que me tranquilizou. Chamou-me para uma sala ao lado e me pediu para contar porque eu estava lá.
Eu havia caminhado um bom tanto, e estava cansado. Some isto à minha alegria de estar na AMS e à minha incerteza sobre o que estava fazendo lá e você terá uma dimensão de como foi confuso meu depoimento. Ela me interrompeu, por generosidade e ofereceu-me “antes de tudo”, um copo d’água. Aceitei prontamente, e em seguida aceitei também o segundo copo. Aí contei tudo aquilo que vocês já sabem. Que fui aluno Montessori no Fundamental, que no Médio achava tudo meio bobo, e que agora eu havia decidido fazer algo para mudar um pouquinho as coisas. Por fim, expliquei que pesquiso a aplicação dos princípios Montessori em um Fundamental II montessoriano em São Paulo.
A pessoa que me recebeu chama-se Marcy Krever, e é a diretora de Marketing e Comunicação da AMS. Ela sugeriu que eu entrasse no acervo deles, de produtos, e pegasse o que me interessasse. Adicionou que poderia levar quantos exemplares quisesse da Montessori Life, gratuitamente, e me deu uma camiseta, um caderno e adesivos também. Eu comprei dois livros, um sobre Educação Cósmica (que vocês sabem que me interessa demais) e outro que é um manifesto pela liberdade da criança.
Além disso, Marcy me deu contatos preciosos no meio montessoriano. Gente que sabe demais sobre Montessori para adolescentes e sobre Montessori em geral. Deu e-mail, nome, e passou um e-mail para algumas pessoas falando sobre mim. Em suma: uma querida no mais alto grau. Deus queira que um dia eu consiga retribuir de alguma forma!
Um dos contatos que ela me deu foi do Center for Montessori Education (CME) que, adivinhei, ficava bem na cidadezinha onde eu estou com os alunos, New Rochelle. Despedi-me, chorei, sorri, tirei fotos, e chegando na residência estudantil, sentei-me e enviei um e-mail para o CME pedindo uma visita também. Sobre essa eu conto no próximo post!
Um abraço para todo mundo,
de Nova Iorque, com uma pilha de livros novos para nós,
Gabriel

Um comentário sobre “Minha visita à American Montessori Society

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s