Os Doze Pontos que Tornam Montessori Especial

O texto a seguir está publicado, em inglês, mas últimas páginas do livro The Montessori Revolution In Education, de E.M. Standing. Diferente de textos originais do Lar Montessori, para a publicação deste em outros blogs, uma permissão específica é necessária.

Os Doze Pontos do Método Montessori

  1. É fundamentado em anos de paciente observação da natureza da criança pela maior gênio da educação desde Froebel.
  2. Se provou de aplicação universal. Em uma só geração foi experimentado com total sucesso com crianças de quase todas as nações. Etnia, cor, clima, nacionalidade, status social, tipo de civilização, nada disso faz diferença alguma para sua aplicação ser bem sucedida.
  3. Revelou que a criança pequena ama o trabalho, o trabalho intelectual, escolhido espontaneamente e executado com alegria profunda.
  4. É fundamentado na necessidade imperiosa da criança aprender fazendo. A cada estágio do crescimento mental da criança, ocupações correspondentes lhe são oferecidas por meio das quais ela desenvolve suas faculdades.
  5. Mesmo que ofereça para a criança o máximo de espontaneidade, permite a ela alcançar um nível de desempenho escolar igual, ou até maior, do que se alcançava no antigo sistema escolar.
  6. Embora dispense a coerção por prêmios e castigos, alcança uma disciplina superior à antiga. É uma Disciplina ativa que se origina dentro da criança e não é imposta de fora.
  7. É fundamentado em um profundo respeito pela personalidade da criança e remove dela a influência dominante do adulto, deixando espaço para que cresça em independência biológica. Dessa forma se permite à criança bastante liberdade – não licenciosa – que forma a base da disciplina verdadeira.
  8. Permite à professora lidar com cada criança individualmente em cada assunto, e assim guiá-la de acordo com suas necessidades individuais.
  9. Cada criança trabalha em seu próprio ritmo. Assim, a criança que vai mais rápido não é impedida pela que vai mais devagar, nem esta, na tentativa de alcançar aquela, é obrigada a seguir desajeitada, sem chão nem esperança. Cada pedra no edifício da mente é verdadeiramente bem assentada, antes que a próxima seja adicionada.
  10. Acaba com o espírito competitivo e suas consequências funestas. Mais que isso, a todo momento apresenta infinitas oportunidades entre as crianças para a ajuda mútua, que é oferecida com alegria e recebida com gratidão.
  11. Porque a criança trabalha por sua própria escolha, sem competição nem coerção, ela é libertada do perigo do esforço excessivo, dos sentimentos de inferioridade, e outras experiências que podem ser as causas inconscientes de agitações mentais profundas mais tarde na vida.
  12. Finalmente o método Montessori desenvolve toda a personalidade da criança. Não somente suas faculdades intelectuais, mas também o seu poder de escolha, de iniciativa, de independência, com suas contrapartes emocionais. Vivendo como membro livre de uma comunidade social verdadeira, a criança é formada nas qualidades sociais fundamentais que são a base da boa cidadania.

Aprenda muito mais sobre o método Montessori:

Curso Montessori

Escrito por gabrielmsalomao

"A preparação que nosso método exige do professor é o auto-exame, a renúncia à tirania. Deve expelir do coração a ira e o orgulho, deve saber humilhar-se e revestir-se de caridade. Estas são as disposições que seu espírito deve adquirir, a base da balança, o indispensável ponto de apoio para seu equilíbrio. Nisso consiste a preparação interior, o ponto de partida e a meta." Maria Montessori, em A Criança

Deixe uma resposta